Pepino, alecrim, Amarula; saiba as novas das cervejarias para o Festival de Blumenau

Divulgação
Sandro Macedo

Começa nesta quarta (11) para o público o Festival Brasileiro da Cerveja, em Blumenau. Boa oportunidade para experimentar novidades que estão chegando (ou podem chegar) ao mercado num só lugar. No caso, a Vila Germânica, mesma sede da Oktoberfest mais concorrida do país.

O festival traz também os vencedores do Concurso Brasileiro de Cervejas, cujo resultado será divulgado na terça (10). O evento deste ano teve 634 marcas inscritas de 22 Estados, um crescimento de 25% em relação a 2019. No ano passado, a campeã entre as cervejarias de grande porte (mais de 100 mil litros por mês) foi a Backer, que no fim de 2019 se envolveu em um caso de contaminação —Cathedral (médio porte) e Suricato Ales (pequeno porte) também se destacaram.

Confira abaixo algumas novidades divulgadas para o festival deste ano:

Antídoto
Microcervejaria criada em 2017 e sempre premiada no festival, a Antídoto aposta na catharina sour com uma combinação inusitada. Sua versão, feita em parceria com as criadoras do podcast Donas da P@#$%, leva abacaxi, pimenta-rosa e alecrim. A bebida tem 4,1$ de teor alcoólico e apenas 2 IBUs (unidade de amargor que vai até 120), ou seja, quase nada.

Black Princess
Do grupo Petrópolis, como a Ampolis (abaixo), a Black Princess terá algumas novidades no festival. Entre elas está a Serra Rauch, uma rauchbier (estilo não tão comum por aqui), que normalmente traz notas defumadas. Outro presente entre os lançamentos é a Sour Açaí, cujo título é autoexplicativo. A ácida sour ganha uma cor puxada para o marrom, graças ao fruto. Também leva para o evento a Tião Bock, uma bock com rapadura.

Blumenau
Cervejaria “da casa”, a Blumenau sempre investe no estilo catharina sour. Desta vez, lança uma com uva bordô (que já fez sucesso na Oktoberfest), que depois vai entrar em linha de produção. Os fãs das alcoólicas imperial stout também poderão se deliciar com seis novas versões da Macuca, incluindo com coco, com pasta de amendoim e com cereja e funghi.

Brassaria Ampolis
Também do grupo Petrópolis, a cervejaria que ficou famosa com a Cacildis terá duas novidades em Blumenau: a Red Amarula, como sugere o nome, leva Amarula, além de cacau e vodca, em uma base do estilo vienna; a outra é uma brut IPA, estilo que lembra espumantes. Bem carbonatada, ela tem aroma de cupuaçu.

Japas + Suricato
A cigana Japas e a Suricato Ales, do Rio Grande do Sul, se uniram para lançar a criativa This Is Not a California Roll, uma cerveja sour com base de arroz (para desespero da turma “puro malte”), que também leva na fórmula pepino e manga. O resultado tem 4,3% de teor alcoólico e apenas 4 IBUs. O rótulo será comercializado em lata de 473 ml.

Schornstein
A cervejaria de Pomerode lança essa imperial stout wood aged que ficou dois anos envelhecida em barril de carvalho utilizado para uísque. Apesar de toques de baunilha e chocolate, a bebida tem amargor proeminente, com 70 IBUs —escala de amargor que vai até 120— e 9% de teor alcoólico. Ela será comercializada em garrafa arrolhada.

Festival Brasileiro da Cerveja – Vila Germânica – r. Alberto Stein, 199, Velha, Blumenau. Qua. (11) a sex. (13): a partir das 19h. Sáb. (14): a partir das 15h.